26 fetiches para experimentar em 2020 e como começar a praticá-los!

Prepare-se para conhecer os principais fetiches para serem experimentados em 2020 e como começar a praticá-los. Esta lista é perfeita para os casais que querem dar uma apimentada no relacionamento, ou para os solteiros que querem explorar outras formas de se satisfazer sexualmente. Ah, claro, curiosos de plantão também são muito bem-vindos!

Trouxemos exemplos concretos de como cada fetiche funciona na prática, algumas variações de como realizar, e algumas dicas caso você queira experimentar algum deles.

Let’s do it!

Índice (link rápido)

Threesome ou Ménage à trois

kRL 1nyy 1

O mais famoso dos fetiches, o threesome (ou menáge) é o sexo entre 3 pessoas, podendo ser 2 mulheres e 1 homem, ou 2 homens e 1 mulher. Essa é talvez uma das práticas sexuais que mais alimentam os sonhos masculinos (transar com duas mulheres simultaneamente), e um grande tabu para as mulheres que desejam ter dois homens aos seus pés. 

Diferentes tipos de threesome

Além dos padrões de 2 mulheres + 1 homem e 2 homens + 1 mulher, os threesomes podem variar bastante pela opção sexual das pessoas envolvidas. Fazer um ménage com duas mulheres bisexuais é bem diferente do que com duas héteros, e o mesmo vale para homens. 

A diferença é a possibilidade de interações e a pressão que você terá: se você for um homem em um ménage com duas mulheres heterossexuais, esteja preparado para dar prazer o tempo todo. É uma situação de pressão muito maior do que realizar com duas mulheres bi, que podem se curtir enquanto você tem um descanso.

Como fazer um threesome ou menáge pela primeira vez 

1. Encontre alguém

Caso você esteja em um relacionamento, comece sondando a possibilidade com sua mulher. Deve ficar claro para ela que seu desejo não é de outra mulher em particular, mas sim de ter duas mulheres para você. Então JAMAIS chegue na sua mulher sugerindo que ela convide aquela amiga dela que você sempre teve uma tara enorme. Deixe que ela escolha a terceira pessoa, e caso ela não tenha nenhuma amiga que se sinta confortável em chamar, existem duas opções: caçar uma terceira garota na balada ou casa de swing, ou a contratação de uma profissional do sexo. 

Para solteiros, o jogo é diferente. Se você tiver dinheiro, a opção mais fácil é a contratação de duas garotas de programa. Ajuda muito se elas se conhecerem e houver intimidade entre si. A segunda opção, no caso, é tentar combinar com dois “contatinhos”. Ou seja, se você estiver saindo com duas meninas, tente sugerir à elas um encontro à três. A terceira opção, e a mais difícil delas, é encontrar duas amigas na balada e ser bom de papo o suficiente para conseguir pegar a duas e propor algo a mais.

2. Saiba se comportar durante o threesome

Isso mesmo! Não adianta nada chegar na hora H e mandar mal, principalmente se você estiver com a sua mulher. Para garantir que você vai mandar bem, encontramos este excelente manual de etiqueta para menáges do Papo de Homem.

Orgia, suruba, grupal ou bacanal

gApUiA12V0KHAYNJM1xPsnxBNKY 8UCvmJS rQGG0kxogtj g0yTCY6FX6Ji1bHPzIh KLcdTWNmAgTkbyTNyI yBYHfL QRPAHUP5 jE69VqWCRRKhF5JERseIQ8cIY3d1a gYG 3
Uma Boa e Velha Orgia (2011)

Quando o sexo é realizado com 4 ou mais pessoas, já é considerado uma orgia, suruba ou sexo grupal. Se você está procurando explorar este fetiche, se liga nas três oportunidades de praticá-las.

Casas de swing 

Orgias geralmente acontecem em boates próprias para isso. Se você é de São Paulo, a melhor opção certamente será o Inner Club, que das principais casas de swing é a mais “frenética” em termos de sexo acontecendo pelo estabelecimento. Ao chegar lá você pode se deparar com cenas como uma fila de homens para penetrar em uma única mulher, com seu marido do lado.

Mas se você é solteiro, esteja preparado para gastar uma grana para entrar nestes lugares, que costumam ser mais baratos apenas para casais. 

Caçar um grupo de amigas com os brothers

Marque um rolê com seus amigos e saiam a caça por um grupo de amigas. Se cada um conseguir pegar uma das garotas, convidem elas para dar aquela esticada na casa de alguém. Bebida e música alta são excelentes aliados para criar o clima e começar a troca de parceiros.

Grupos de suruba

Achar um grupo praticante é extremamente difícil, já que as pessoas costumam manter práticas sexuais em sigilo. Se você der sorte, vai conhecer algum amigo ou peguete que participa de um grupo assim, e poderá ser convidado para participar.

Caso não tenha sorte, comece a sondar quem dos seus contatinhos e amigos topariam começar um grupo de “surubeiros”. Depois, é só encontrar uma casa própria para o encontro.

Swing ou troca de casais

5

Swing nada mais é quando dois ou mais casais resolvem trocar de parceiros na hora do sexo. Existem diversas maneiras de praticá-lo, dependendo sempre do grau de confiança e intimidade do casal praticante.

Soft Swing

A versão mais “leve” é também a que apresenta um maior número de seguidores, já que na prática não necessita do sexo propriamente dito. As trocas variam entre companhia para um papo, carícias, beijos, oral e seja lá o que possa ser combinado. A única coisa que acaba sendo deixada de fora é a penetração em si. Em resumo uma excelente opção para quem deseja iniciar na prática!

Hard Swing

Seguimos com a questão do combinado entre os casais, porém o diferencial fica por conta da relação sexual, que comumente resulta em penetração. Casais recém chegados a esse mundo podem se sentir um pouco desconfortáveis com tal ato. 

Variações de intensidade do swing

Existem algumas variações de interação. Em ordem de intensidade, segue a lista:

  1. Carícias, sexo oral e beijos, mas sem penetração, realizados no mesmo local.
  2. Sexo (com penetração) no mesmo local.
  3. Sexo no mesmo local com bissexualismo (masculino ou feminino).
  4. Sexo em locais diferentes (aqui o requerimento fica sendo a confiança entre o casal).

Primeiros passos para começar a praticar swing

Assim como no caso anterior, existem boates e festas especializadas que podem te receber de braços abertos. Se você é de Sâo Paulo, as melhores opções são o Asha Club e o Hot Bar. A vantagem destas casas é que nada acontece sem consentimento: todos são muito educados e sempre vão acertar todos os detalhes antes de ir para algum quartinho fazer algo a mais.

Se for a primeira vez do casal na casa, é possível ir simplesmente para conhecer e não participar de nada. Outra vantagem de locais assim é que existem geralmente três espaços distintos: a pista de dança, os quartinhos individuais e a sala coletiva para sexo, onde pode ou não haver a troca de casais.

Bondage

7

Bondage é uma forma de sexo com a parceira amarrada ou imobilizada, de modo consentido, das mais diversas formas possíveis: braços presos por algemas na cama ou com cordas nas costas, amarramento de todos os membros juntos e por aí vai.

Como iniciar a prática de bondage

Inicie proponto a amarração com o próprio lençol, apenas para dar uma variada. Você pode amarrar (ou ser amarrado) os braços do seu parceiro na cabeceira da cama. Caso a cama não tenha um local apropriado para amarrar, outra opção seria amarrar atrás das costas, como a imagem acima.

Bondage com acessórios

Curtiram? É hora de “profissionalizar” e comprar alguns brinquedinhos que vão de simples cordas ou algemas, até engenhocas que prendem das formas mais variadas e apropriadas para a penetração.

xk5asPhoB2iR 3c1GFXmn6AgTg hVydzb9poO6Kl5VXK 9
Acessório de bondage

Se quiser uma lista completa de acessórios para bondage, basta dar uma espiadinha na sessão de bondage da Eros Mania.

Shibari

Outra opção do bondage é o Shibari. O shibari é uma espécie de bondage oriental, que envolve amarrar o parceiro ou parceira usando cordas e fazendo uma série de nós. Se quiser entender mais sobre essa técnica, basta assistir o vídeo abaixo.

Sadomasoquismo, masoquismo e sadismo

Para quem assistiu o filme 50 tons de cinza, provavelmente já sabe do que estamos falando. Este filme fez com que esta prática se tornasse mais popular, principalmente entre as mulheres. Então, se sua mulher anda pedindo uns bons tapas, ela pode realmente estar querendo algo à mais. 

Vamos às definições: para quem gosta de sofrer violência física ou verbal durante o sexo, o fetiche é chamado de masoquismo, já aqueles que curtem fazer o outro sofrer, estão no chamado sadismo. A combinação destas duas práticas, por consequência, se chama sadomasoquismo.

Sadomasoquismo físico

Inclui arranhões, mordidas, beliscões nos peitos, barriga e até mesmo genitálias, tapas na cara e os clássicos puxões de cabelo.

Sadomasoquismo verbal

Nesse caso estamos falando literalmente de xingamentos, como um passo a mais para o dirty talk. Se você é homem, pode tentar chamar sua mulher de “putinha”, “vadia” e outras palavras que denigrem. Se você for mulher, pode chamar seu homem de “cachorro”, “safado”, “tarado”, entre outros.

Dicas para iniciar na prática de sadomasoquismo

Independente do que você for tentar, ter o consentimento do seu parceiro/a sexual é muito importante. Comece com o que lhe for mais confortável primeiro, e tente notar se sua parceira também está curtindo, para depois ir evoluindo para algo mais agressivo.

Se você quiser saber mais sobre o assunto, não deixe de ler sobre este excelente conteúdo que o Sexo sem Dúvidas montou sobre sadomasoquismo.

Asfixia erótica

wt3DQQe0S6z2 NNhY 11

A asfixia erótica consiste na interrupção do fluxo de oxigênio durante o sexo. Normalmente as mãos, travesseiros ou sacos plásticos são utilizados, porém, existem apetrechos para aumentar o nível da brincadeira, como cordas e até mesmo cintos. Basta utilizar a criatividade.

Ao praticar asfixia, segurança em primeiro lugar

A dica aqui fica por conta da segurança: não esqueça de combinar algum tipo de gesto ou palavra para encerrar a asfixia, evitando assim possíveis saídas do controle. Além disso, vá experimentando a asfixia com intensidade leve, pois este fetiche é perigosíssimo se sair do controle. E vale falar: jamais pratique asfixia erótica sob efeito de álcool.

BDSM 

BDSM é o conjunto de práticas envolvendo bondage (prender, amarrar ou restringir), disciplina, dominação, submissão, sadomasoquismo, sadismo e outros padrões relacionados. Basicamente o combo dos cinco itens logo acima com algumas adições. O termo vem do inglês Bondage Discipline Sadism and Masochism.

Existem grupos de praticantes com regras e ensinamentos sobre, desde como chicotear, até onde bater ou não. É claro que você pode simplesmente molhar a ponta dos dedos experimentando entre leigos, mas caso queira pular de cabeça, há bastante conteúdo relacionado na internet, como essa sessão do site Médium intitulada BDSM de iniciante.

Separamos também um vídeo para você conhecer 10 itens relacionados à prática:

Conversa suja (dirty talk)

Um bom papo picante sempre é uma boa maneira de começar a esquentar o clima. No começo pode parecer estranho, principalmente pros mais educados e respeitosos, mas depois pode 

Tanto nas preliminares como durante a transa, invista em sussurros sem-vergonha e frases picantes. Algumas mensagens de texto safadinhas, antes do encontro, também serão bem-vindas aqui!

Frases picantes para falar durante o preliminares ou sexo

Separamos este artigo do Mercado Erótico para você com 50 exemplos de frases para dirty talk.

Podolatria

Podolatria é o desejo descomunal por pés. A brincadeira vai desde pedir para sua parceira manter o salto durante o ato, por fins estéticos, até mesmo a masturbação com os pés no lugar das mãos.

Iniciando na prática

Comece simplesmente passando seu pênis no local e demonstrando todo seu prazer com aquilo. Será moleza para a pessoa ao seu lado notar e colaborar, caso seja do interesse. Assim você acaba evitando até mesmo um possível desconforto ou estranhamento por parte dela.

Sexo em local público (Agorafilia)

Quando o quarto acaba não sendo suficiente e o sexo se torna mais interessantes em locais público, com risco e adrenalina, entramos na zona da agorafilia.

Obviamente, todo cuidado no que vai aprontar em público, afinal de contas, atentado ao pudor é crime. A intenção não é ser visto ou notado, mas sim aproveitar sua transa no local e justamente com o risco de ser descoberto.

Melhores locais para se transar em público

  • Elevador
  • Carro (dentro do carro, ou no capô)
  • Mar
  • Terraço do prédio
  • Banheiro do bar ou balada
  • Escada do prédio
  • Cachoeira
  • Cinema
  • Sacada do apartamento
  • Avião
  • Provador de roupa
  • Parque

Exibicionismo

Exibicionismo é o prazer que consiste em se mostrar, como o próprio nome sugere e ao contrário da agorafilia. Em sua essência, acaba valendo tudo relacionado: exibir dotes físicos, expor partes íntimas e principalmente transar na frente de outras pessoas. Enfim, vai de acordo com o limite de cada um.

Opções para praticar o exibicionismo em casal

  1. Transar ou ser chupado no Uber ou táxi: Lembre-se de conversar com o motorista antes, quem sabe até combinando um valor extra, para evitar possíveis transtornos.
  1. Transar com algum amigo ou amiga olhando: Para colocar isso em prática, supondo que o casal já tenha conversado sobre isso, a melhor idéia é convidar um amigo ou amiga em casa para tomar uma cerveja e começar a se pegar na frente dele/dela e veja como vai ser a reação. Se a visita não se incomodar, parta pra próxima etapa. Supondo que você seja o homem, quando sua mulher for no banheiro, proponha pro amigo ou amiga se ele não topa ver vocês transando, mas deixe claro que ele/ela não pode participar.
  1. Praia de nudismo: Algumas praias de nudismo são famosas por visitantes que vão lá pra praticar sexo explícito na frente de outros. Em Florianópolis, por exemplo, um bom exemplo é a Praia da Galheta. 
  1. Entrar na sala de sexo grupal, em alguma casa de swing: Quase todas as casas de swing possuem uma sala de sexo coletivo. Você não necessariamente precisa fazer a troca de casais pra se exibir, então não se preocupe  que ninguém entrará na brincadeira sem seu consentimento. 

Voyeurismo

TFM6K K3dLB7jREVEVm9Uf7Od88u9e6u59p tBTWHt15Pc10vpYD7onJZXSXTEhD2kCRq83lKdQ3j8cAMR4NcQfvBuATOV mEwks N2IK4PCqaiSywaozaBY2fbQUA7ntdF4vklX 13

Voyerismo é o termo para o ato de observar pessoas durante o ato sexual ou em situações íntimas, seja com ou sem permissão alheia. Desde assistir aquela vizinha gostosa destraida pegando um bronze até observar um casal transando, com ou sem seu consentimento. Isso mesmo, vale destacar que muitas vezes a excitação vem pelo risco de ser descoberto!

Onde realizar o fetiche de voyerismo

Nada de espiar no vestiário feminino! Só pode assistir sem consentimento quando tem um casal ousado transando em local público, como em um carro ou banheiro de balada. Seguem outras sugestões de onde encontrar cenas para exercer seu voyerismo:

  • Praias de nudismo: algumas delas rolam sexo explícito, se informe quais são famosas por isso.
  • Casas de swing: existem diversas opções para voyerismo em casas de swing. Desde pessoas performando sexo nas salas de sexo coletivo, até pessoas transando em quartinhos com janelinhas, próprias para espiar.

Inversão de papéis (pegging)

Inversão de papéis é quando homem e mulher invertem os papéis no sexo. Isso pode incluir roupas, atitudes na cama e até mesmo a penetração. Este último com ajuda da famosa cinta-peniana (ou strap-on), principal aliada do fetiche.

Como começar a praticar inversão de papéis

Caso o casal já tenha discutido e conversado sobre isso, segue uma lista de coisas à serem experimentadas, por ordem de intensidade:

  1. Homem tomar postura passiva e deixar mulher ter controle da transa
  2. Homem fazer voz feminina
  3. Vestir a roupa do sexo oposto
  4. Uso do vibrador no homem
  5. Uso da cinta-peniana no homem

Role playing (interpretação de papéis)

P yDiv1sm pI bc5U60 L5Jkak0oNl1J5Jb4UGYZVGpwz5AcD4HSxNpZToGyVxAXlArk751PzeAdi6K1B 15

Hora de assumir novas identidades e encenar uma suposta aventura. O role playing (do inglês, interpretação de papéis) nada mais é do que você interpretar o papel de um personagem fictício. Não se preocupe, nenhum dos dois precisa ser um ator para experimentar isso. 

Idéias para role playing

Cliente contratando garota de programa: Peça para sua parceira sexual se vestir de modo bem sensual e aguardar sua chegada em uma esquina. Ao encontrá-la, trate como se estivesse realmente contratando uma garota de programa, incluindo na hora do sexo propriamente dito. Caso queiram pegar leve nesta aventura, vocês podem começar a brincadeira desde a entrada do apartamento, como se a acompanhante estivesse chegando na casa do cliente.

Simulação de sequestro: Tudo o que você vai precisar é de uma máscara, e se quiser, uma arma de brinquedo. Peça para sua mulher fingir que está limpando a casa, cozinhando ou fazendo qualquer outra tarefa e você entra em casa anunciando o sequestro. Depois disso, faça o que sua imaginação mandar.

Desconhecidos no bar: Deixe ela chegar primeiro, sentar-se e beber um pouco no balcão. Em seguida, inicie um flete a distância, como seria feito com uma completa desconhecida. As coisas vão rolando sem pressa, a noite passa, e no final você “tenta” arrastar para sua um bom motel.

Adultério: Isso mesmo, o homem ou a mulher pode fingir ser outra pessoa e encenar uma cena de adultério. Imagine se sua mulher colocasse uma peruca e se vestisse de maneira completamente diferente do que ela se veste, e ela tentasse dar em cima de você enquanto você tenta resistir dizendo que não pode pois sua esposa não pode descobrir.

Role play com fantasias: Caso vocês tenham vontade de ir no sex shop para comprar alguma fantasia, basta se inspirar em filmes pornôs para algumas outras idéias de role play: enfermeira/médico, empregada, policial, etc.

Outras opções de fetiches

Além das práticas mais comuns e divulgadas, resolvemos inserir rapidamente algo como um “segundo escalão dos prazeres”, afinal de contas, é sempre bom aprender algo novo!

Sexo em aviões (Aerodromofilia)

Talvez o local público mais cobiçado para a hora H seja justamente o avião. Caso você resolva experimentar, existem duas maneiras de fazer. 

A primeira é no banheiro, e o melhor momento é quando as aeromoças estão ocupadas servindo comida. Discretamente, um de cada vez deve entrar no banheiro para não levantar suspeitas. 

A outra opção é fazer no próprio assento. A dica para esta opção é focar em um voo noturno, aguardando que as luzes sejam apagadas. Depois é edredom para cima e meter bronca!

Cuckold

Se você sente prazer em assistir sua parceria “traindo” você, sinta-se parte do cuckold. O cuckold geralmente é praticado com desconhecidos na rua ou em bares, ou em casas de swing. Nos casos mais extremos, homens também sentem tesão ao ouvir que a mulher fez a traição sem tê-lo avisado antes.

Chute no saco (Ballbusting)

Algo bem mais comum do que possamos imaginar, havendo inclusive um número imenso de filmes pornôs relacionados. A ideia é basicamente pedir para sua parceira sexual acertar seus testículos, moderadamente ou não. Vale aquela atenção redobrada para evitar possíveis problemas!

Chuva dourada (Urofilia)

Envolvimento de urina, independente se derramada sobre o corpo ou ingerida. O modo mais comum acaba sendo a mulher de cócoras, em cima do homem, enquanto urina sobre o corpo dele.

Chuva negra (Coprofilia)

Manipulação de fezes do modo desejado durante a prática sexual, normalmente do mesmo modo citado no tópico anterior, se posicionando em cima do parceiro e fazendo suas necessidades fisiológicas.

Choro (Dacrifilia)

Consiste em fazer o parceiro chorar para obter excitação, seja baseado em dor física ou emocional: aquele tapinha mais forte em uma mulher mais frágil, ou certos insultos naquelas mais sensíveis.

Ser tratado como bebê (Anaclitismo)

Adulto que gosta de ser tratado como bebê, chegando ao ponto de utilizar chupeta ou mamadeiras durante a transa.

Uso de roupas femininas (Travestismo)

Homens que sentem prazer em usar roupas femininas, seja ele homossexual ou não. Digamos que o primeiro nível seja o uso de calcinha no lugar da cueca, em certas ocasiões.

Prazer em uniformes (Cisvestismo)

Excitação provocada por pessoas usando uniformes profissionais. Entre os mais utilizados estão: bombeiro, enfermeira e policial.

Cabelo (Tricofilia)

Desejo exacerbado em acariciar o cabelo de alguém, não somente o da cabeça. Alisar e cheirar acabam sendo as práticas mais comuns.

Modificações corporais (Estigmatofilia)

Excitação por tatuagens, piercings, cicatrizes ou modificações de pele como um todo.

Entenda a diferença entre fetiche e parafilia

Complementando, vale destacar que “fetiche” não é o mesmo que “parafilia”. Na verdade, o primeiro é uma espécie de subgênero do segundo. Vamos com uma breve explicação sobre ambos para deixar tudo bem claro:

Parafilia

Quando a fonte do prazer não se encontra no ato da penetração, e sim em outras atividades nos arredores, seja ele qual for. Exemplos: sadismo, masoquismo, exibicionismo, voyerismo e o fetichismo.

Fetiche

Atração compulsiva por alguma parte do corpo, seja boca, pés, braços, barba, ou pela utilização de objetos no geral, como fantasias e acessórios sexuais.

Sentiu falta de algo? Deixe nos comentários seus prazeres mais curiosos ou dúvidas para que possamos inserir ao post!

Relacionados:

Guia definitivo para quem tem pênis pequeno – como fazer sexo e dar prazer para mulher!
Como encontrar mulheres para menáge (sexo a três): Guia para casais e solteiros
26 fetiches para experimentar em 2020 e como começar a praticá-los!
Os melhores masturbadores, bonecas sexuais e outros Sex Toys masculinos

Compartilhe esse post:

JP
JP
Nascido em meados da década de 90, escreve para sites e blogs desde 2009, abordando temáticas variadas da forma mais autêntica possível. Amante de música eletrônica, vida noturna e, o elemento não pertencente ao conjunto, cultura nerd.

Uma resposta para “26 fetiches para experimentar em 2020 e como começar a praticá-los!”

  1. Cd disse:

    Li a matéria e achei excitante.Ninguém imagina que na intimidade uso calcinhas e enfio consolos no meu cu, gozando deliciosamente dessa maneira.Quero encontrar mulher fogosa para me penetrar usando consolo preso na cintura.
    [email protected]
    Não tenho problemas de ereção mas adoro chupar e lamber demoradamente uma mulher gostosa até o gozo, que depois me penetrará e depois a penetrarei
    Sou pessoa discreta, excelente nível e contato inicial somente pelo e mail acima

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *