Me apaixonei por uma garota de programa… e agora?

Todo mundo que costuma sair com garotas de programa provavelmente já se deparou com isso. Marcou o primeiro programa, e rolou aquela química. Marcou um segundo programa, e até passou do horário, mas a garota nem cobrou a mais. Os dois tem um bom papo, muita química na cama… e agora, José?

Hoje discutiremos sobre namorar uma garota de programa, apresentando os seguintes tópicos:

  1. Dá para namorar uma garota de programa?
  2. Não confunda bom atendimento com reciprocidade de sentimentos
  3. Como descobrir se ela gosta de você?
  4. Como convidar ela pra sair?
  5. A garota precisa parar com os programas?
  6. Após conseguir, não seja babaca!

Que comecem os jogos…

Dá para namorar uma garota de programa?

Sim, claro. Apesar da profissão, ela é uma mulher como qualquer outra. Vale ressaltar que você não será o primeiro nem o último a fazer isso, meu caro. Como exemplo, podemos citar uma matéria do portal A Cidade ON sobre um mecânico que namora há três anos com uma garota de programa de São Carlos-SP. Além do seguinte post publicado em 2010 na coluna Universa (UOL): Homens que se apaixonaram por garota de programa contam suas experiências.

Ah, não poderíamos deixar de fora o ponto mais curioso e midiático sobre o tema: você sabia que até mesmo Raquel Pacheco, a famosa Bruna Surfistinha, acabou se casando com um antigo cliente? Pois é… aparentemente é algo mais comum do que possamos imaginar!

Não confunda bom atendimento com reciprocidade de sentimentos

Então quer dizer que você se apaixonou pela acompanhante e acha que ela está neste mesmo clima? Bom… isso é algo bem difícil de acontecer. Ela é uma profissional, está acostumada com essa separação entre prestação de serviço e envolvimento amoroso.

Resumindo, ela pode estar simplesmente “interpretando”. Portanto, não confunda frases carinhosas (ela chamará você de “amor”, mas não é para levar a sério) ou afirmações sobre você com um possível sentimento da garota. Tudo que estará rolando nesses casos é uma profissional exercendo bem o seu trabalho.

Como descobrir se ela gosta de você?

PdtofHk e 2z8KcxeAjGdQnybM55 y3lpQ0GS0ybplIWsLaCu2S05cfNY3WVFgAvXoeRNFYr VMiuT6lvVxfYL4  f7m56S5qKoe1nU pRIkz d0z1qCPndzuQ19vAgsXoR2zSNo 1

Apesar de ser uma tarefa bem complicada, alguns sinais podem servir como alerta. Então preste bastante atenção caso a garota…

  • Costuma realizar convites, seja para uma transa “fora do trabalho” ou ir até um bar, por exemplo.
  • Já não liga para hora quando está ao seu lado, independente do tempo combinado para o programa. Vocês transam, batem papos e mais papos, transam novamente, e assim vai.
  • Conversa bastante sobre não querer mais essa vida e estar somente esperando encontrar o cara certo para largar tudo.
  • Pede para você ficar mais um pouco após a transa.

Enfim… a partir do momento em que ela começa a demonstrar fazer questão de você, e não do dinheiro proporcionado pelo trabalho dela, há uma boa chance de algo rolar!

Como convidar ela pra sair?

Notando alguma brecha para investir, não vá com tanta sede ao pote. A garota está praticamente blindada para relacionamentos, sem dúvidas não está na profissão para entrar em um, então a melhor tática é ir aos poucos, sem que ela perceba que está sendo conquistada.

Comece chamando para jantar, após um programa no final da noite. Cite que o papo dela e a companhia são excelentes. Em uma próxima oportunidade, chame para aquele bar ou balada. Enfim, vá subindo o grau dos convites até notar que ela realmente está interessada, do modo mais natural possível.

DKBVmZbpv9eagZLQCVKDyJZkp7qP4yDg1C7FgITLnFHs1pL1Kk9LMtSczozbjKWxY5ACF WSQKfclKzBsM1ULUbgyyvb8n4I7rKnB8qGEsFk3i3P2RjVZ  Jgigs4S8s4IJWEQRQ 3

Chegando ao ponto de que você já não paga mais pela companhia dela, excelentes notícias, campeão: vocês já não são mais cliente e acompanhante, mas sim duas pessoas se conhecendo melhor, ficando.

A garota precisa parar com os programas?

Não necessariamente. 

Se ela quiser continuar e você se sentir confortável com isso, bastam alguns cuidados com relação à privacidade e detalhes do programa. Podemos citar:

  • Combinar os dias e horários para atendimento, havendo assim espaço na agenda para programações de casal, seja aquele jantar romântico ou um cineminha no final de semana, como em um namoro qualquer.
  • Decidir sobre a questão dos familiares: por exemplo, sem nem os delas souberem da profissão que ela exerce, por que você contaria a verdade para os seus? Porém, caso saibam, é justo você tentar esconder isso? É importante que ambos conversem e possam expor suas opiniões sobre o assunto, antes de combinar o que será feito.

Agora, se você fizer questão que ela pare, esteja preparado para uma coisa: a ajuda financeira. Sim, vão existir algumas garotas que possam estar procurando alguém pra bancar elas para que elas saiam dessa vida, mas não são todas.

Algumas garotas de programa, principalmente acompanhantes de luxo, podem chegar a faturar facilmente mais de R$10.000 por mês. Se você quiser que ela saia dessa vida, esteja preparado para no mínimo bancar o estilo de vida que ela tinha. Não precisa dar uma “mesada” pra ela, mas se ela precisar de dinheiro para comprar roupas ou ir ao salão, esteja preparado, já que ela não terá mais uma fonte de renda.  

Após conseguir, não seja babaca!

Você conhece muito bem a ex-profissão da garota, então trate de lidar com isso do melhor modo possível. Lembre-se que todos nós temos um passado, e quando você decidiu ficar ao lado dela, aceitou todo o pacote que viria junto.

Certas situações podem acontecer, como algum antigo cliente reconhecer ela na rua e falar, então esteja preparado para não pirar o cabeção quando algo assim acontecer. Deixe o ciúme besta de lado, rapaz.

E jamais, em hipótese alguma, principalmente em brigas de casal, jogue na cara dela que ela era uma garota de programa! Esse é o golpe mais baixo que um homem pode dar.

Para concluir, ainda separamos um vídeo do canal Manual do Homem Moderno onde rola um interessante debate, respondendo a pergunta de um fã, justamente sobre namorar uma acompanhante. Saca só:

Conclusão

Notamos que é sim possível namorar uma garota de programa, independente se ela estiver disposta ou não em largar a profissão. Tudo depende do quão aberta a sua cabeça é, e do momento em que a garota está vivendo, se cabe ou não um relacionamento amoroso, compromisso, na vida dela.

E você, já se apaixonou por uma garota de programa? Deixa a sua história aí nos comentários! Ah, e claro, opiniões ou dúvidas também serão muito bem-vindas!

Compartilhe esse post:

Pedro Albuquerque
Pedro Albuquerque
Fundador do Paradise Girl e consumidor do mercado de garotas de programa a mais de 5 anos. Entrou nesta vida em São Paulo, nas melhores boates e sites do Brasil, e teve experiências no Rio de Janeiro, Campinas, Florianópolis e até mesmo em Santiago, no Chile. Estudou engenharia na UFSC, trabalhou em consultoria de negócios e agora se dedica ao empreendedorismo!

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *