Corro risco de pegar DST transando com garotas de programa?

Hoje você descobrirá de uma vez por todas quais os riscos em manter relações sexuais com garotas de programa.

Com base em pesquisas, apresentamos doenças, modos de contágio e também as melhores formas para evitá-las, dividindo tudo nos seguintes tópicos:

  1. Corro risco de pegar DST?
  2. É mais fácil pegar DST com uma garota comum na balada!
  3. Quais DSTs posso pegar?
  4. Quais cuidados são necessários para evitar doenças com garotas de programa?

É hora da verdade!

Corro risco de pegar DST?

Se cuidando, não há risco nenhum de pegar DST. Agora… se você é um daqueles que curtem beijar e praticar ou receber sexo oral sem camisinha, aí sim existe risco, mas assim mesmo muito baixo. Comprovamos isso no decorrer do artigo, além de ensinar como minimizar ainda mais as surpresas indesejadas.

É mais fácil pegar DST com uma garota comum na balada!

Quando tratamos de acompanhantes de luxo (cachê de R$ 300 para cima), temos que lembrar que elas vivem do corpo, recebendo muito bem para cuidar dele. Então você acha mesmo que elas colocariam tudo a perder graças a algum descuido com relação a higiene, sexo sem camisinha com algum outro cliente ou coisas do tipo? Enquanto isso, a menina encontrada na balada, pode muito bem não se cuidar tanto quando o tema é sexo seguro.

Ou seja, as acompanhantes têm mais relações sexuais que garotas comuns, mas elas se cuidam em praticamente 100% das relações sexuais que elas têm, enquanto as garotas de balada ou Tinder nem sempre vão usar camisinha.

Ah, lembrando que tratamos de acompanhantes de luxo até o momento, e não de garotas de programa encontradas nas ruas ou classificados por aí afora. Não espere a melhor higiene ou cuidados no geral quando você está pagando R$ 80 em um programa!

No vídeo a seguir, a camgirl e garota de programa Dafne Anãzinha fala justamente sobre essas questões. Vale uma conferida como complemento:

Quais DSTs posso pegar?

Em uma relação sexual desprotegida, são inúmeras as doenças que podem ser passadas de acordo com cada fase da mesma: beijo, oral e penetração em si. Pensando nisso, decidimos listar aqui as possíveis DSTs e o modo como elas ocorrem.

 Ah, mas pode ficar tranquilo que no tópico seguinte ensinamos como evitar qualquer contaminação!

Através do beijo

Boa parte das acompanhantes costuma beijar seus clientes, desde que eles não apresentem traços de falta de higiene ou possíveis doenças. Saiba julgar desse mesmo modo quando topar ou não meter a lingua na boca da garota, do contrário, doenças como herpes e sífilis podem ser adquiridas.

Passou a vista e não havia qualquer ferida ou superfície estranha? É um bom sinal. Porém, vale ressaltar que nem sempre os sintomas dessas doenças aparecem de imediato ou se tornam visíveis.

Fazendo sexo oral sem camisinha

Fazer sexo oral na garota aumenta o risco de possíveis doenças, pela exposição ao fluido vaginal. Então, notando algo estranho como odor, ferida ou corrimento, pule fora!

Lembre-se sempre que a contaminação pode ocorrer tanto para quem faz, como também quem recebe o carinho. E as possíveis doenças são: sífilis, gonorreia, herpes, HPV e clamídia.

Recebendo sexo oral sem camisinha

Quando você está recebendo o oral, os riscos são menores, porém não são nulos. A garota pode ter algo como herpes labial ou gonorreia, que são transmitidas durante o ato. Outras possíveis doenças nesse caso são: sífilis, HPV e clamídia.

Transando sem camisinha

Uma acompanhante que se preze não aceita transar sem camisinha. Porém, caso você encontre alguma maluca a esse ponto, o risco será enorme. Basta parar para pensar: se ela topou fazer com você, muito provavelmente já fez isso antes com outro cliente, que pode muito bem ter lhe passado alguma doença. Entre elas o HIV, além de todas as outras citadas acima.

Quais cuidados são necessários para evitar doenças com garotas de programa?

J25f RAJAS3mOT9aNELgUtyYa5e5 DpRS0BFP9wPWbf2PqAjR0Ie9deXrwfyMLvmAHlpy2XjpwamzBuAmlCUOxIrBy07mgfF WhdhnSI2SL8M2rFlRFYgqtB XwgyShqSPMh1G4T 1

Basicamente os mesmos que você deveria tomar ao transar com qualquer desconhecida:

  • Use sempre camisinha, seja no sexo vaginal, oral ou anal.
  • Saiba escolher acompanhantes verificadas e confiáveis, com certa bagagem (ou respeito) no ramo.
  • Evite beijar GPs que fazem oral sem preservativo.
  • Dê aquela conferida no corpo da garota: possíveis feridas na boca, odor nas partes íntimas, corrimento, verrugas.

Conclusão

Fica claro que, com os devidos cuidados e precauções, é extremamente seguro transar com uma garota de programa. Bem mais, inclusive, do que com uma menina que você acaba de conhecer na balada!

Bastar saber o que fazer ou não durante a transa, além de prezar por um bom padrão de acompanhantes, e tudo ocorrerá bem, sem possíveis arrependimentos com relação a sua saúde. Estamos entendidos, senhores?

Em caso de dúvidas, não hesite em deixar o seu comentário! Para mais informações relacionadas à como funciona a transmissão de DSTs, recomendamos a leitura do artigo feito pelo site Viva Sua Vida.

Compartilhe esse post:

Pedro Albuquerque
Pedro Albuquerque
Fundador do Paradise Girl e consumidor do mercado de garotas de programa a mais de 5 anos. Entrou nesta vida em São Paulo, nas melhores boates e sites do Brasil, e teve experiências no Rio de Janeiro, Campinas, Florianópolis e até mesmo em Santiago, no Chile. Estudou engenharia na UFSC, trabalhou em consultoria de negócios e agora se dedica ao empreendedorismo!

2 respostas para “Corro risco de pegar DST transando com garotas de programa?”

  1. Guilherme Felipe Silva disse:

    Fala Pedro boa tarde fera beleza? Estou com uma seguinte duvida cara a respeito das garotas de programa de fazer oral sem camisinha e possivel eu contrair alguma doença ex :Hiv pois fico meio paranoico com isso mano

    • JP JP disse:

      Olá, Guilherme. Tudo bem?

      Olha só, o risco de transmissão do HIV pelo sexo oral sem proteção é baixo, porém existe. Então a recomendação é que você use camisinha!

      Abraço.

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *