Primeira vez no puteiro: tudo que você precisa saber

Curioso pra saber como é dentro de um puteiro? Eu lembro da minha primeira vez no Casarão, puteiro mais famoso de São Paulo, até hoje… pensa no nervosismo. Meu colega de apartamento estava indo com os amigos e me convidou. Sabe como ele me convenceu? “Não precisa transar com nenhuma garota” ele disse, “mas vamos junto que lá é um colírio para os olhos.”

Seja ele uma boate luxuosa ou algo mais “pé sujo”, não importa, listamos aqui todas as informações necessárias para você curtir a noite despreocupado e sabendo muito bem o que fazer!

No decorrer da postagem trataremos sobre:

  1. Entrada e consumo
  2. Como é lá dentro
  3. Escolhendo a garota
  4. Onde o programa ocorre
  5. Funcionamento e valores
  6. Mitos e verdades

Partiu?

Entrada e consumo

Abertura e fechamento da casa

O horário de funcionamento costuma ser das 22h às 6h, como no caso das baladas tradicionais. Já alguns “pulgueiros” podem abrir durante o dia, a partir das 10 da manhã, como é o caso dos vários pulgueiros de Pinheiros, em São Paulo.

Conversão

Na grande parte dos estabelecimentos do ramo o valor da entrada costuma ser devolvido em consumação, ou pelo menos uma parte dele. 

Valor da entrada e bebida

Aqui há a variedade enorme… desde R$100 para entrar em um local bem frequentado, com acompanhantes de luxo, até R$20 totalmente convertido em consumo para estabelecimentos mais caidinhos.

Sobre bebidas, serão sempre um pouco mais caras do que em baladas comuns, podendo chegar ao valor de R$ 35 por uma longneck, dependendo do nível do local. Já nos estabelecimentos mais baratos, esteja preparado para pagar uns R$ 7 pela Skol ou Brahma.

Como é lá dentro: o estabelecimento

1
Scandallo Lounge, em São Paulo. 

Espaço interno

O padrão é o de uma balada qualquer, com show rolando (ou no mínimo uma musiquinha no som), mesas, balcão e por aí vai. Alguns locais possuem diversos ambientes, outros mais se aproximam a um bar de galpão.

Comportamento das garotas no local

Depende do puteiro, porém, são duas opções basicamente: no caso de locais classe média ou baixa, elas costumam vir que nem abelha no mel, puxando assunto e pedindo para beber junto. 

Por outro lado, na classe acima elas costumam ficar na dela, como se estivessem simplesmente curtindo a noite. Você precisará ir até ela ou convidá-la para a sua mesa.

Escolhendo a garota

Em resumo, basta chegar na garota (caso ela já não tenha ido até você), talvez pagar um drink e já ir direto ao ponto sobre valores e informações gerais do programa.

Lembre-se que a garota está ali justamente para isso, ficar sendo enrolada com papinho furado não é nem um pouco interessante para ela. O tempo que ela está “perdendo” com você, poderia estar sendo monetizado com outro cliente.

DICA PRO #1: Tome cuidado quando a garota pedir um drink. Se você deixar ela escolher a bebida, ela vai escolher a mais cara, porque elas ganham comissão. Se você for oferecer algo pra ela beber, faça questão de você escolher.

DICA PRO #2: Se você quiser pegar a garota “novinha em folha”, chegue cedo, pouco depois da abertura da casa. Além disso, ainda evita que a melhor opção da noite já esteja na mesa de outro cara. Caso você queira desconto, fique até o final da noite e peça desconto: quando a garota notar que não vai mais conseguir nenhum cliente, ela certamente vai abaixar o preço.

Onde o programa ocorre?

Localização dos quartos

Depende do nível do estabelecimento… se for de luxo, como Cafe Photo e Scandallo, muito provavelmente em outro espaço, normalmente um motel parceiro. Havendo inclusive motoristas da própria casa disponíveis para levar você e a acompanhante.

tIyw7ywYuYDaGNatieEOCFeNNUQfBzOcWWgLI2EJXtV3ARky5Mlh8SIj9n8HkRWRDUAAG 3AWc1CWX 3

Já nos puteiros, tudo ocorre lá dentro mesmo, em quartinhos escondidos ao fundo ou em outro andar do estabelecimento.

Higiene dos quartos

Novamente você tem o que paga. Partindo para uma casa bem conceituada, com garotas mais caras (R$150 para cima já é uma boa), sem dúvidas a higiene dos quartos será agradável. Isso independente se no motel parceiro ou dentro do próprio estabelecimento

Não podemos falar o mesmo de um local onde você encontra programas por R$50, obviamente. Então acaba valendo bem mais a pena economizar, esperar o melhor momento financeiramente falando, para não passar perrengue.

Funcionamento e valores do programa

Estabelecimentos luxuosos

O valor do programa costuma ficar entre R$ 400 e R$ 1.000, com o tempo de duração de 1 hora. Além disso, se prepare para o Uber (se não estiver de carro) e o valor do motel, na casa dos R$ 100 em média.

Exemplos: Cafe Photo e Scandallo (São Paulo).

Locais mais em conta

Variando de R$150 à R$250 pelo programa de 30 minutos, normalmente consumados na própria casa, que cobrará entre R$ 50 e R$ 100 pelo quarto.

Exemplos: Casarão e outros puteiros da Rua Augusta (São Paulo).

Inclusive, para aqueles que pretendem optar por algo no meio termo, separamos um vídeo bem informativo da garota de programa Mara Vale. Vale aquela conferida:

“Pulgueiros”

No nível mais baixo possível, você consegue um oral por vintão, ou uma transa completa na casa dos R$ 50.

Não citaremos exemplos nesse caso, já que estabelecimentos do tipo não costumam possuir um marketing ou informações disponíveis na internet.

Mitos e verdades

Homem casado no puteiro é traição certa: MITO

Tem homem que vai no puteiro somente para tomar uma gelada e se divertir com os amigos. Não necessariamente ele vai para transar.

Beber e comer no puteiro é prejuízo certo: VERDADE

Creio que você sabia muito bem a única coisa que vale a pena se deliciar em uma boate do ramo: as acompanhantes. Bebida ainda se torna aceitável, pelo menos para esquentar, porém ainda assim se torna bem cara, chegando ao dobro do valor vendido em baladas comuns. Petiscos e comida no geral então… nem se fala! Encha o bucho antes de sair de casa, se não quiser correr o risco de gastar mais com isso do que na própria transa.

Você só encontra garotas de programa em puteiros e na rua: MITO

Na verdade, você também encontra garotas de programa em sites. Confira nosso artigo sobre o tema: 6 vantagens de sair com garotas de programa de sites ao invés de boates.

As garotas do puteiro não curtem papinho: VERDADE

Papo furado não dá dinheiro, e as garotas não foram até ali para fazer novos amigos. Lembre-se de ir direto ao ponto, combinando e realizando o programa na sequência, sem tentar fazer a menina de psicóloga.

Após pagar e iniciar o programa, aí é com você… se quiser passar todo o tempo apenas na conversa, fique a vontade!

Conclusão

Agora que você já sabe exatamente como funciona um puteiro, basta partir aquele que mais condiz com a sua situação financeira, e de preferência, que não se localize nos arredores da sua casa.

Mas e aí, brother… ainda resta alguma dúvida? Manda ver nos comentários, estamos aqui para trocar aquela ideia!

Compartilhe esse post:

Pedro Albuquerque
Pedro Albuquerque
Fundador do Paradise Girl e consumidor do mercado de garotas de programa a mais de 5 anos. Entrou nesta vida em São Paulo, nas melhores boates e sites do Brasil, e teve experiências no Rio de Janeiro, Campinas, Florianópolis e até mesmo em Santiago, no Chile. Estudou engenharia na UFSC, trabalhou em consultoria de negócios e agora se dedica ao empreendedorismo!

2 respostas para “Primeira vez no puteiro: tudo que você precisa saber”

  1. Vinicius disse:

    O que você recomenda fazer em relação a puteiros que fazem anúncios falsos como se fossem uma acompanhante? Já aconteceu duas vezes comigo, tinha foto no site, entrei em contato, tudo certinho, mas chegando lá tem um monte de mulheres e nenhuma é a tal das fotos.

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *